PAQUISTÃO

O Paquistão é um país de maioria muçulmana, que surgiu em 1947 como resultado da partilha do subcontinente indiano.

Criado para atender às exigências dos muçulmanos indianos, que queriam um estado próprio, o Paquistão era originalmente composto de duas partes: a parte leste, atual Bangladesh, na Baía de Bengala, na fronteira da Índia com Burma; e a parte oeste, atual Paquistão, que se estende do Himalaia até o mar da Arábia. A guerra com a Índia pelo território norte da Caxemira chegou logo após a independência. O fim das duas partes chegou em 1971, quando a parte leste (atual Bangladesh) se separou com a ajuda da Índia. 
Nas últimas décadas, a política civil tem sido manchada pela corrupção, ineficiência e confrontos entre as várias instituições. Períodos alternados de governo civil e militar não ajudaram a criar estabilidade. Durante os anos 80, o Paquistão recebeu grande quantidade de ajuda externa para combater as forças soviéticas no vizinho Afeganistão. Com o fim da Guerra Fria, esta assistência já não é mais tão generosa e o Paquistão, agora, ainda tem que arcar com uma população adicional de refugiados afegãos. 
O Paquistão tem um governo militar desde outubro de 1999. O líder do golpe, general Musharraf, prometeu ressuscitar os destinos do país, mas precisa vencer o atraso econômico, a corrupção e problemas legais e de ordem, sendo que em relação a este último, o que traz maior preocupação é o sul da província do Sindh, imersa em conflitos étnicos e sectários. 
O Paquistão esteve unido com a Índia durante a dinastia Mogol e sob o Império Britânico, com isso sua arte de tecer desenvolveu-se de forma parecida com a indiana. Após a II Guerra Mundial, Índia e Paquistão foram separados, tomando a arte de tecer também caminhos opostos. A partir da década de 60, a indústria de tapetes alcançou o seu maior ponto de desenvolvimento, tornando-se a maior fonte de renda e exportação do país.No início, os tapetes eram tecidos com o tradicional desenho Bokhara, pela simplicidade do desenhos. Depois, passaram a trabalhar com os desenhos caucasianos. Hoje encontramos trabalhos com os desenhos persas. 
A história dos tapetes paquistaneses se estende à quatro gerações, bem antes da divisão da Índia e do Paquistão. Um morador da cidade de Kashmiri, conhecido como Ghulam Rasul junto com Butt Tallery e seus filhos, desenvolveu projetos de tapetes novos para satisfazer o gosto dos clientes europeus. Com um sócio europeu, eles criaram um processo de fabricação extremamente analisado, principalmente nas tinturas das lãs, para não haver nenhum tipo de erro.


Ghulam Rasul trabalhou com Tallery e seus filhos por  toda sua vida. Eventualmente, seu nephew, Butt de Abdul Latif juntou e aprendeu o negócio do tapete. Após alguns anos, Abdul Latif e seu filho, Abdul Rashid, deu uma nova forma a sua própria companhia de produção de tapetes na cidade de Amritsar, e vendeu seus tapetes para todas empresas produtoras de tapetes inclusive para  A. Tallery & filhos e outras grandes empresas produtoras de tapete para a exportação à Europa e as outras regiões em Ásia.


Na época da divisória entre Paquistão e India em 1947, o Butt de Abdul Rashid estava no cargo da companhia e tomava todas as decisões. A cidade de Amritsar já não era tão segura porque a violência e corrupção entre os grupos étnicos principais daquela época na cidade que era o Sikhs, os muçulmanos, e os Hindus tomaram conta da cidade. A fábrica de tapete de Rashid foi tranferida e estabelecida em Lahore, e era entre as primeiras companhias produtoras de tapetes feitos á mão e hoje é uma cidade famosa do Paquistão devido essa história e a grande produção de tapetes. 


Rashid tinha num total de  8 filhos, e todos se juntaram nos negócios da família. Pelos anos 1970s, o negócio tinha expandido produção dos tapetes e à exportação tinham uma escala e uma demanda muito maior para Europa. Os tapetes do Paquistão transformaram-se no símbolo do seu país, e as tomadas de varejo foram estabelecidas em Karachi, em Lahore, e em Islamabad. 

Ois 8 filhos de Rashid são adultos hoje e começaram também a trabalhar no negócio, e as demandas de varejo estão sendo estabelecidas pelo mundo inteiro.